O futuro da industria é a I 4.0; transformação digital; manufatura avançada ou qualquer nome que se dê a introdução de tecnologias de ponta baseadas em IA, IoT, Data Mind, Deep Learning e outras. No geral, entretanto, a atualização de plantas implica em grandes investimentos em Capex e sistemas de controles complexos.


A XMachina entende que as diferenças competitivas geradas pelas tecnologias de ruptura são decorrentes de dois fatores: novos Capex e redução de Opex. Pode-se perguntar: `como, hoje, o mercado absorve esse excedente de Opex?`. Temos clareza que através do nível de preços existentes. A introdução de tecnologias de ruptura provoca então duas consequências: 1) Aumento imediato de lucros; 2) colchão na rentabilidade que permite a expansão de mercado e o reconhecimento do mercado.


A XMachina desenvolve soluções disruptivas baseadas em tecnologia inovadora de redes neurais que introduz uma arquitetura revolucionária com as seguintes características:



Universalidade - nosso Engine de IA pode ser aplicado a qualquer conjunto de sinais digitais ou analógicos, capturar padrões ideais e começar a monitorar logo em seguida (de imediato), sem nenhum desenvolvimento complementar. Chamamos a isso universalidade da solução. O que precisamos para colocar nossa solução em sua industria? A definição do conjunto de sinais que se quer monitorar. Ou seja, um trabalho de seu time de engenharia. Contamos com expertises nessa área para auxiliar sua indústria nessa tarefa.
Singularidade - característica inédita em controle de processos. Pelas características de nossa tecnologia não precisamos de padrões ideais pré-definidos para monitorar um conjunto de sinais. Podemos monitorar cada conjunto em sua singularidade. Por exemplo: podemos capturar o padrão específico do combustível entregue a um caminhão no terminal de uma distribuidora e checar se o que ele entrega nos postos coincide, detectando fraudes e más condições do meio de transporte.
Modularidade - devido a simplicidade de sua arquitetura, nossa solução podem ser implantada ponto a ponto de forma que podemos encapsular um módulo com grande facilidade. Podemos, por exemplo, monitorar todas as entradas e saídas de uma coluna de separação implantando uma a uma.
Verticalidade - como monitora conjuntos de sinais, independente de sua origem, nossa solução pode monitorar os diagnósticos de nossos módulos instalados. Significa dizer, por exemplo, que depois de estarmos monitorando diversas entradas e saídas de uma coluna de separação, podemos monitorar o diagnósticos gerados em cada uma e detectar correlações de causa-efeito entre seus eventos. Este conceito pode ser expandido para o controle supervisarão de toda uma planta industrial.
BoT (Brain of Things) - expandimos o conceito de IoT na direção de inteligência distribuída. No lugar de enviar dados para um algoritmo central complexo e muitas vezes instável, pomos a inteligência no ponto que estamos monitorando. Como processamos bilhões de dados por segundo seria impossível outro tipo de arquitetura. O conceito aqui é simples: fazemos o diagnóstico inteligente no local (BoT) e passamos para os níveis verticais esse diagnósticos e não os dados (IoT).
Diagnóstico por imagem - na medicina, o diagnóstico por imagem já tem ampla aplicação. Nas industrias, temos os analisadores de linha que procuram prover o mesmo tipo de diagnóstico. Em geral, é uma Capex da alto custo, com longo período de calibração e necessidade de recalibração periódica. A partir de nossas características de universalidade e singularidade alcançamos um diagnóstico de imagem real time em linha de processo com características inéditas: rapidez de implantação; variedade de espectros de luz; sem necessidade de recalibrações; adaptação ampla aos diversos tipos de necessidade.